Prostodontia

Logo lavar a prótese - Medico dos Dentes

Como devo limpar a minha prótese?

Limpar a prótese, seja fixa ou removível, pode-se revelar um processo confuso para alguns pacientes. Existem vários mitos urbanos que recomendam práticas que nem sempre são as mais indicadas. No entanto, há procedimentos bastante simples e que são, efetivamente, aconselhados pelos profissionais de Medicina Dentária. Ora veja:

PRÓTESES FIXAS

No caso das próteses fixas, a limpeza é realmente fácil: os cuidados recomendados são praticamente idênticos aos que teria com uma dentição natural. Neste sentido, a escovagem deve ser feita utilizando a pasta dentífrica e a escova de dentes habituais. O único aspeto que deverá merecer uma atenção especial é a escolha do fio dentário. Com efeito, se possuir uma ponte dentária, poderá ser necessário usar produtos como um passa-fios, ou um fio dentário de pontas duras, para permitir uma melhor higiene.

PRÓTESES REMOVÍVEIS 

Relativamente às próteses removíveis, existem mais algumas informações que deve ter em atenção:

  1. Retire a prótese – Para garantir o melhor resultado possível, deve retirar a prótese e proceder à limpeza fora da sua boca.
  2. Coloque uma toalha no lavatório – Pode parecer inútil, mas a verdade é que muitas próteses acabam por se partir por escorregarem e caírem, na sequência da limpeza. Em primeiro lugar – e como medida de prevenção – experimente colocar no seu lavatório uma toalha que sirva de «amortecedora» em caso de queda.
  3. Opte por uma escova macia – Utilize uma escova com filamentos suaves, de preferência que seja própria para a limpeza de próteses. De outro modo, poderá criar ranhuras nos dentes e, consequentemente, acabar por facilitar a aderência dos alimentos e das bactérias à prótese.
  4. Evite a pasta de dentes comum – As características da pasta dentífrica vulgar podem levar à erosão da prótese, contribuindo também para que os alimentos fiquem agarrados a esta com maior facilidade e para um aumento das bactérias na boca (uma das principais causas de mau hálito). Deverá utilizar um produto específico para as próteses, recomendado pelo seu médico.
  5. Não limpe a prótese com facas ou garfos – Ainda que possa parecer uma solução viável, a verdade é que fazê-lo cria riscos numa superfície que deveria ser lisa. Para além de também aumentar a probabilidade dos alimentos ficarem colados aos dentes, diminuirá o tempo de vida útil da sua prótese.
  6. Use pastilhas efervescentes – Escovar a prótese não é suficiente. Recomenda-se que, durante 5 a 10 minutos, coloque a prótese num copo com água morna e uma pastilha especial para o efeito. Não precisa de o fazer todos os dias (e pode fazê-lo durante o banho, para poupar tempo), mas é uma técnica muito útil para eliminar resquícios de alimentos que, de outra forma, dificilmente seriam removidos. Espumas igualmente especializadas poderão ser consideradas uma alternativa ao uso destas pastilhas.
  7. Enxague a sua prótese – No final, lave abundantemente a sua prótese com água e estará pronta para colocar novamente na boca.

No caso de conservar alguns dentes naturais, poderá utilizar a escova e a pasta dentífrica mais comuns para limpar também a sua prótese. Contudo, é importante não esquecer os pontos enumerados anteriormente, tratando da sua prótese do modo mais individualizado possível.

E NO SEU CASO CONCRETO?

É indiscutível que limpar a sua prótese de forma informada e adotar uma rotina de higiene diária se trata de um passo fundamental para preservar a sua saúde oral. No entanto, embora os passos aqui apresentados constituam dicas importantes para os Pacientes em geral, cada caso merece uma atenção especial.

Como limpar a protese dentaria - Médico dos Dentes

Nesse sentido, apenas o seu dentista poderá recomendar o método mais adequado ao seu caso em específico, ajudando-o tratar da sua boca e a sorrir com confiança. 

É preciso retirar a prótese para dormir - Médico dos Dentes

Prótese dentária: é necessário dormir sem ela?

Seja por uma questão estética ou por considerarem que é a melhor opção, muitas pessoas preferem dormir com a prótese removível colocada. Se utiliza uma prótese dentária deste género, é provável que já se tenha questionado se deve fazer o mesmo ou se é preferível retirá-la. Afinal de contas, qual será a melhor opção?

O QUE DIZEM OS MÉDICOS?

Na realidade, pode dormir com as suas próteses, mas é preferível que não o faça. Descansar sem as próteses é recomendado pelos médicos, sobretudo, por três motivos principais:

  1. Permite libertar a pressão – A primeira razão para não dormir com as próteses removíveis está relacionada com a pressão que estas exercem sobre as gengivas e a estrutura óssea. Ao removê-la, estará a permitir que a sua boca descanse da pressão ocorrida durante o dia, evitando compressões escusadas durante o sono. No caso de sofrer de bruxismo (o chamado «ranger dos dentes»), por exemplo, os benefícios são ainda mais evidentes.
  2. Recupera os vasos sanguíneos – Para além de aliviar a pressão dos ossos e das gengivas, retirar a prótese enquanto dorme possibilita também que os vasos sanguíneos se recomponham.
  3. Menos produção de saliva – No período da noite, como o nosso corpo está em repouso, é produzida menos saliva. Deste modo, o ambiente na boca torna-se propício a que as bactérias se agarrem mais facilmente aos dentes. Assim, se dormirmos com a prótese, existe mais superfície para alojar as bactérias, podendo levar ao aparecimento de cáries. Caso não possua qualquer dente natural, esta reduzida produção de saliva continua a ser problemática, uma vez que, apesar de não desenvolver cáries, poderá desencadear infeções fúngicas, como a candidíase oral ou outros problemas nas gengivas.

QUE CUIDADOS DEVE TER?

Para além de não dormir com a prótese, não se esqueça que é extremamente importante reservar algum tempo por dia para a retirar da boca e efetuar uma limpeza adequada e completa dos seus dentes.

Avaliação de Saúde Oral no Médico dos Dentes

Se visitar regularmente o seu dentista e seguir atentamente as suas recomendações, esse processo torna-se mais fácil e estará mais perto de garantir a saúde do seu sorriso.  

tipos de protese - Médico dos Dentes

Que diferentes tipos de próteses existem?

Seja por causa de um acidente, por falta de informação ou por questões de saúde, a verdade é que a falta de dentes é uma realidade para muitos portugueses. Ainda assim, na hora de escolher um tratamento, nem sempre é clara a diferença entre as várias opções disponíveis. Entre outros tratamentos, sabemos que existem próteses removíveis, fixas sobre dentes e ainda próteses sobre implantes, mas quais serão as principais vantagens e desvantagens de cada método?

Embora existam diversos tipos de próteses, é possível agrupá-las em duas categorias principais: as removíveis e as fixas, sejam aplicadas sobre dentes ou implantes.

O QUE SÃO PRÓTESES REMOVÍVEIS?

As próteses removíveis, como o próprio nome indica, podem ser retiradas da boca com facilidade e a qualquer altura. Para ficarem mais estáveis, podem apoiar-se nos restantes dentes naturais do Paciente ou, caso não os tenha, diretamente na sua gengiva. Trata-se de uma alternativa às próteses fixas, podendo ser inclusivamente utilizada para a substituição da totalidade dos dentes do Paciente.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS DAS PRÓTESES REMOVÍVEIS?

  • Limpeza – Como pode ser retirada da boca, torna-se mais simples de limpar.
  • Custo menor – De entre as apresentadas, trata-se da solução normalmente mais económica.

E AS DESVANTAGENS?

  • Insegurança – Por ser removível, pode soltar-se e causar alguns contratempos ao falar ou comer.
  • Capacidade de mastigação menor – É importante perceber que a prótese removível não garante a mesma eficiência mastigatória que os dentes naturais.
  • Necessidade de ajustes frequentes – As forças da mastigação que incidem sobre os nossos dentes são um estímulo para a regeneração do osso. Uma vez que com próteses removíveis o osso não é tão estimulado, pode ocorrer reabsorção óssea, fazendo com que as próteses removíveis deixem de estar adaptadas à sua boca e necessitem de ajustes.

O QUE SÃO PRÓTESES FIXAS SOBRE DENTES?

Esta é uma solução habitualmente considerada quando o Paciente ainda possui alguns dentes que possam servir de apoio à estrutura. São exemplos de próteses fixas as coroas ou as pontes dentárias.

QUAIS AS VANTAGENS DAS PRÓTESES FIXAS?

  • Mais conforto – Estando mais firmes, garantem um maior conforto do que as próteses removíveis, sendo também mais apelativas visualmente.
  • Capacidade mastigatória – Devolvem a função de mastigação de forma mais eficaz do que as removíveis.
  • Segurança – Por estarem fixas, comparativamente com as removíveis, garantem maior confiança a quem as utiliza.

E AS DESVANTAGENS?

  • Difícil higienização – A higienização de uma prótese fixa sobre dentes requer um maior cuidado e atenção do que a prótese removível.
  • Desgaste dos dentes naturais – Utilizando os dentes existentes, é necessário desgastá-los para que possa ser colocada a prótese fixa sobre dentes, reduzindo-lhes o tempo útil de vida.

O QUE SÃO PRÓTESES SOBRE IMPLANTES?

Este tratamento permite colocar próteses através de implantes que substituem as raízes dos dentes. Esta solução pode ser utilizada para substituir de forma fixa um ou alguns dentes, uma arcada completa ou apenas para melhorar a estabilidade e a retenção de uma prótese removível. No entanto, esta é uma escolha que depende da qualidade e da quantidade de osso que o Paciente apresenta e, fundamentalmente, das suas características.

QUAIS AS VANTAGENS DESTE TRATAMENTO?

  • Estabilidade – De todas, é a solução que garante maior firmeza às próteses.
  • Maior segurança – Por ligar as próteses a implantes, é a solução que permite que os Pacientes encarem o seu dia-a-dia com a maior confiança possível.
  • Previne a reabsorção óssea – Por substituir a raiz do dente, o organismo entende que o osso nessa zona ainda tem função de suporte. Por outro lado, se os implantes forem utilizados para fixar uma prótese, a reabsorção continua a ser significativamente menor do que numa prótese removível, por exemplo.

E AS DESVANTAGENS?

  • Cirurgia – Apesar de ser minimamente invasiva, realizada com anestesia e, normalmente, não causar dor ao Paciente, trata-se da única opção que envolve uma intervenção cirúrgica.
  • Depende da disponibilidade óssea – Como já foi referido, a quantidade e a qualidade do osso são fatores importantes.

QUAL É A MELHOR SOLUÇÃO?

Na verdade, não é possível dizer qual é a melhor opção à partida. A escolha do tratamento depende, entre outras coisas, da ficha clínica do Paciente, do diagnóstico do caso em específico e, claro, das suas expectativas. Revistas as principais características de cada um destes tratamentos, o melhor é, sem dúvida, consultar o seu médico dentista. Desse modo, poderá ficar a conhecer todas as soluções à sua disposição e fazer uma escolha mais informada e consciente, optando pelo procedimento que lhe for mais conveniente.

Prótese removível - Médico dos Dentes

Para todos os efeitos, não se esqueça que adotar bons hábitos de higiene oral e controlar regularmente o estado da sua boca é o primeiro passo para garantir o sucesso de qualquer uma das opções disponíveis. Para tal, visite a sua clínica com a regularidade que o seu médico dentista aconselhar.

“Prótese” e “implante” são sinónimos

“Prótese” e “implante” são sinónimos?

Muitos pacientes confundem os termos “prótese” e “implante”, e até pensam que se referem ao mesmo tratamento. No entanto, tanto a prótese como o implante são parte integrante dos tratamentos de substituição dentária, mas não devem ser confundidos.

Prótese e implante são o mesmo tratamento?

Não. Próteses e implantes são soluções de tratamento diferentes.

Os implantes são dispositivos médico-cirúrgicos que são aparafusados ao osso para fixar dentes protéticos. Desta forma, podem ser aplicados de forma totalmente fixa ou semifixa. A colocação de implantes permite substituir um dente, um conjunto de dentes ou uma arcada completa, com recurso às próteses.

Já as próteses são componentes artificiais, que neste caso têm como objetivo suprir a ausência de dentes. Ou seja: as próteses substituem os dentes, os implantes fixam as próteses na boca do Paciente.

Quando um Médico Dentista se refere a próteses dentárias, tanto pode estar a referir-se à opção removível, como à fixa e à semifixa.

É possível colocar implantes sem prótese?

Não, não é possível. Os implantes não poderão ficar expostos em boca. Não têm, por exemplo, função mastigatória. Por isso, precisam de próteses a cobri-los.

Já as próteses, poderão constituir uma solução sem necessidade de aplicação de implantes. É o caso das próteses removíveis, habitualmente conhecidas por “placas”.

Quando um Médico Dentista se refere a próteses dentárias, tanto pode estar a referir-se à opção removível, como à fixa e às semifixa. Até uma coroa sobre um implante é considerada uma “prótese dentária”.

Prótese e implante dentário - Médico dos Dentes

Seja com recurso a próteses removíveis, semifixas ou fixas, hoje em dia existem várias soluções para poder repor os dentes em falta. Não deixe de o fazer, em prol da sua saúde oral e qualidade de vida.