Facetas e lentes de contacto: são a mesma coisa?

Aprenda a distinguir dois métodos de reconstrução dentária bastante semelhantes: facetas e lentes de contacto.

Se já procurou informação sobre soluções estéticas para os seus dentes, é provável que já se tenha deparado com dois tratamentos com nomes distintos, mas aparentemente semelhantes: as facetas e as lentes de contacto dentárias. Afinal, qual será a diferença entre estes dois métodos? Qual será a melhor opção?

FACETAS E LENTES DE CONTACTO: EXISTE UMA DIFERENÇA?

Efetivamente, os tratamentos não são iguais. Embora o procedimento seja bastante semelhante e ambos visem a restauração dentária, existem 3 diferenças principais entre os processos que os tornam mais ou menos recomendáveis consoante o caso específico de cada Paciente.

  1. Dimensão: Sendo que ambas recorrem, normalmente, à cerâmica como matéria-prima, a grande distinção entre os dois tipos de tratamento diz respeito à espessura. No fundo, pode-se dizer que as lentes de contacto são facetas dentárias ultrafinas. Neste sentido, enquanto uma faceta apresenta cerca de 1,5mm de espessura, as lentes rondam valores entre os 0,6mm e os 1,5mm.
  2. Desgaste: Como consequência da sua dimensão, uma outra diferença é que os dois métodos implicam diferentes níveis de desgaste no dente natural em que são aplicados. Com efeito, as lentes, sendo mais finas, são também muito menos invasivas. De resto, essa consiste precisamente na sua maior vantagem, uma vez que implicam um nível de abrasão no dente natural bastante mais reduzido do que as facetas, podendo, inclusivamente, dispensar a realização de qualquer tipo de desgaste.
  3. Cor: Para além da dimensão e do desgaste, existe uma outra diferença entre os dois processos. De facto, se um dos seus desejos for a correção da cor dos seus dentes, convém notar que as lentes não permitem fazê-lo de forma eficaz em dentes muitos escuros ou muito amarelos, precisamente devido à sua reduzida espessura. Por outro lado, nas restaurações com facetas de cerâmica, o aspeto final em termos de cor é bastante semelhante ao dos dentes naturais.

QUAL É A MAIS INDICADA?

Entre facetas e lentes de contacto dentárias, o tratamento aconselhável dependerá, naturalmente, do estado dos dentes do Paciente e do efeito pretendido. De uma forma geral, a lente é mais apropriada para corrigir pequenos defeitos, relacionados com o alinhamento dos dentes, com a eliminação de espaços ou com a alteração da sua dimensão e forma. Por outro lado, a faceta dentária, normalmente, surge como solução adequada em casos de maior perda da estrutura natural do dente, de questões de cor ou de manchas mais acentuadas ou de defeitos como dentes desalinhados e que impliquem um desgaste significativo do esmalte antes da restauração. Para todos os efeitos, convém relembrar que estas são apenas duas opções de várias disponíveis para a restauração dentária.

Facetas dentárias- Médico dos Dentes

Se estiver interessado em tratamentos estéticos, a melhor forma de identificar o ideal para si será recorrer ao seu médico dentista, ponderando de forma informada as vantagens e desvantagens de cada solução.

Partilhe este artigo

Explorar mais

Ranger os dentes: um comportamento a evitar
Dentisteria

Ranger os dentes é normal?

O hábito de ranger os dentes, designado por “bruxismo” pode ocorrer de forma involuntária, e até durante o sono, por isso passa despercebido à maioria das pessoas.

Ler mais »

SABIA QUE TEMOS 9 CLÍNICAS À SUA DISPOSIÇÃO?